Responsabilidade e entendimento

Não tem imagem melhor para começar este post que esta.

Já relatei diversas vezes que recebo, vez ou outra, mensagens bastante desagradáveis referentes a algumas coisas que escrevo aqui neste espaço.

No entanto, devo reforçar que: Eu sou responsável apenas pelo que eu escrevo e falo, e NUNCA, JAMAIS pelo que algumas pessoas entendem dentro de suas mentes doentias e pouco capacitadas intelectualmente – isso sem falar ainda do melindre encrustrado em suas vidas medíocres.

De nada adianta chegar aqui neste meu espaço e descarregar as suas frustrações pessoais e/ou profissionais, me agredindo, me xingando ou dando pitis histéricos nos comentários pois os mesmos são moderados e me dou o direito de simplesmente ignora-los.

Se quer argumentar contra o que escrevo que o faça ao menos de forma culta e inteligente (se houver algum lastro de inteligência dentro dessas mentes) mas não venha com barracos e baixarias ok?

Se você se sentiu ofendido pelo que eu escrevi em determinado post pare e repense a sua vida profissional e o que vem fazendo dela e o que quer realmente para ela. Pois aqui escrevo – por vezes – em forma de denúncias e críticas sérias, situações que estragam não só o mercado mas corroem a credibilidade e seriedade de nossa profissão Designer.

Então, aprenda a “interpretar textos da forma correta*” antes de vir vomitar suas sandices em meu blog pois aqui não é um manicômio e tampouco tenho tempo para bancar o psiquiatra para aturar sandices e falta de educação alheias, valeu???

Aos que não tem nada a ver com isso desculpe o desabafo mas era necessário.

Portanto repito:

* quando digo “interpretar textos da forma correta” me refiro a conhecer o inteiro teor do autor e sua obra. Pegar uma frase de um texto e marretar sobre a mesma é mostrar que mal se sabe ler.