Voltando das férias

Olá meus leitores e amigos, estou voltando das merecidas férias… e que férias…

Aconteceu de tudo um pouco (vou tentar ser breve):

1 – na ida pra São Paulo meu carro quebrou na rod. Castelo Branco às 2:30h da madruga. Além do estresse e do medo de assalto, a concessinária SPvias guinchou meu carro até um posto na entrada de Iaras e nos desovou ali no melhor estilo “se vira”. Carro lotado de bagagem, minhas duas cachorras e um dia inteiro parado naquela cidade que é pior que o fim do mundo: não tem restaurante, só uma pousada com 3 quartos já lotada e um mecânico no mínimo duvidoso…isso sem contar o calor infernal com um sol de estralar mamona, a fome danada pois preferi alimentar as cachorras com os lanches que tinha levado, sem banho… aff… coisa de filme de terror ou reallity-show de paciência e resistência. Saímos de lá às 19h rumo à São Paulo. Sem dormir, coisa de doido. Chegando em Sampa descobri que o carro estava com vazamento de óleo, com a válvula termostática aberta e vazamento de água… mais mecânica…

2 – descemos para Praia Grande para passar o Natal e o Ano Novo na casa de praia. Cidade abarrotada, mal dava pra andar no calçadão… praia então nem pensar, acho que não tinha um grão de areia livre… Mercado era no mínimo duas horas nas filas… Lan house foram extintas e esqueci meu modem… por isso sumi da web estas duas semanas… Mas valeu a piscina da casa ehehehehe.

3 – Como choveu… aff… mas até que deu pra pegar um bronze de leve…

4 – tive a oportunidade de conhecer pessoas excelentes lá e em Sampa. Algumas da área e outras não, mas todas pessoas de e do bem.

5 – Praia Grande é uma cidade que está ficando estruturalmente cada ano melhor (apesar do povo que desce pra lá). Desta vez me deu vontade de ir morar lá… está crescendo, o mercado imobiliário bombando… quem sabe…

6 – Pra variar fui na Etna… afff… ai meus cartões…

7 – Na volta, um grandtour: Jaguariuna (mãe, pai, irmã, sobrinhos); depois Itu para ver minha amigona Dry Diniz e conhecer sua nova moradia. AMEEEEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIII QUERO MORAR LÁ TBM NUM DOS CHALÉS!!! Depois Campinas, Sorocaba e muita chuva na estrada até Londrina…

Mas de uma maneira geral foi muito bom e deu pra descansar e desestressar. Só de passar a virada na beira da praia vendo a queima de fogos (adooooro) e agradecendo a Deus pela vida e pelo ano já valeu todos os transtornos.

Bom é isso.

Este ano vou me agendar melhor e separar um tempo exclusivo para o blog.

Abraços a todos e que 2010 seja iluminado de sucesso para todos vocês.

Natal, 2010…

Nossa, o ano passou que nem vi…

Passou não, voou na verdade.

Além de muitos projetos, passei num concurso para professor do Projovem Urbano. Virei no período noturno professor de Matemática (UFF!!).

Isso se deve à necessidade que eu tenho de fazer algo pelo próximo, especialmente aos mais necessitados e carentes. E posso afirmar que está sendo uma escola de vida.

Dentre os alunos tenho de todos os tipos, raças, credos e origens. Este projeto destina-se a jovens de 18 a 29 anos que não concluíram o ensino fundamental e estão correndo atrás do prejuízo, esforçando-se para mudar a sua realidade de vida, agarrando-se na possibilidade de uma vida melhor. A esperança de ser respeitado, no mínimo.

As histórias de vida que convivo ali dentro são coisas que muitas pessoas não acreditam existir infelizmente. As coisas mais absurdas que o ser humano é capaz de fazer já ouvi relatos de alunos que vivenciaram isso. De violência física, moral e sexual, humilhação por ser pobre, drogas enfim, de tudo um pouco eles já viveram e experimentaram.

Agradeço a Deus por esta oportunidade, por esta vivência e experiência que me faz constatar que a minha vida e a de minha família é boa demais, mesmo com alguns percalços e coisas que, se comparadas às deles, não passam de grãos de areia que podem ser facilmente transpostos ou eliminados.

Então, quero aqui neste post de final de ano desejar do fundo do meu coração que todos vocês possam usar este momento tão especial que é o Natal e fazer uso do verdadeiro sentido dele: Jesus!

O verdadeiro presente que Deus nos deu, em seu infinito amor. Amor este, ágape. Aquele amor que não vê diferenças raciais, sexuais, religiosas ou sociais. Aquele amor capaz de estender a mão a quem quer que seja num ato de bondade que vem do fundo do coração, do mais profundo de nossas almas.

O amor puro e cristalino que nasceu numa manjedoura e veio ao mundo para doar-se a quem quer que seja, sem excessões, sem receios. Doar-se simplesmente por amar ao próximo, sem esperar absolutamente nada em troca.

E que o novo ano que está por iniciar-se venha 10 x 1000 em tudo para cada um de vocês: paz, saúde, amor, felicidades, realizações e muita, mas muita luz de Jesus sobre as suas vidas.

Agora vocês entendem o porque de eu estar sem tempo e com muita dificuldade de manter este blog atualizado como vocês e eu desejamos. Porém é por uma excelente causa: eles precisam muito mais de mim que vocês.

Isso não quer dizer que os estou abandonando meus leitores, é apenas uma explicação que sei que devia a vocês já a algum tempo.

Abraços a todos vocês.

PS= as fotos são da Catedral de Maringá – Natal 2010.