Design de Interiores: transportes

Já fazia algum tempo que eu vinha querendo escrever sobre isso mas com a correria do dia a dia sempre acabava deixando pra depois. No entanto, em um debate com o Foster num outro blog o assunto acabou por ficar mais importante e tomar forma.

Falo sobre áreas de atuação em que o Designer de Interiores/Ambientes pode atuar e que a maioria não faz a menor idéia da existência das mesmas. Interiores de meios de transportes.

No começo do ano quando estive no litoral de São Paulo conheci uma designer que trabalha exclusivamente com interiores de embarcações. Ela começou a me falar sobre o trabalho e garanto: é encantador ao mesmo tempo que é um desafio dos grandes.

Deixando de lado a questão financeira envolvida (que é o sonho de qualquer designer) pensemos na parte técnica envolvida. Um iate ou um transatlântico são meios de transporte que necessitam sim de projetos muito específicos especialmente pelas pequenas dimensões dos ambientes. Isso também ocorre com outros segmentos: aviação, carros, ônibus, trens, metrôs, caminhões enfim, muitas possibilidades de atuação.

Dentro desta área voltada para o transporte, o trabalho do designer de interiores vai ter muita base no desenvolvimento de mobiliário e equipamentos específicos. Ergonomia e acessibilidade serão sempre elementos primordiais neste trabalho. E, claro, não podemos deixar de levar em consideração as outras normas técnicas envolvidas, especialmente as sobre segurança.

Pensemos em um avião com rotas internacionais. O usuário permanece por horas dentro do mesmo, confinado em um espaço consideravelmente pequeno. Alguns aviões de grandes empresas dispõe de espaços alternativos (salas de estar, bar, etc) para aqueles que desejam. Porém, temos de pensar que existem usuários que por vários motivos irão permanecer a viagem toda em suas poltronas seja por não gostar de voar, seja por ter tomado algum remédio para dormir para que aquela tormenta que é a viagem passe logo. Com tudo isso, temos de pensar na melhor forma de oferecer ao usuário ambientes e equipamentos o mais confortáveis possível.

Não devemos nos esquecer que existem normas específicas sobre iluminação para interiores em aviões e também que, quando fazemos um projeto deste, temos de pensar também no conforto da tripulação, seja lá na cabine de comando, seja em tudo que diz respeito ao trabalho e bem estar dos comissários de bordo (área de trabalho, equipamentos de trabalho, áreas de descanso, etc).

Os elementos citados acima devem ser considerados também no caso de projetos para interiores de embarcações, especialmente nas cabines que são espaços bastante reduzidos. Já em outros espaços, bem mais amplos fica mais fácil trabalhar, porém, atenção redobrada nas normas técnicas e de segurança. Lembre-se sempre de onde os usuários estarão no caso de um acidente: no mar. Portanto além de rotas de fuga limpas, devemos pensar na comunicação visual, iluminação de emergência, equipamentos de segurança e mais um monte de coisas. Nunca somente na beleza e conforto.

Em interiores de transportes terrestres (à excessão dos trens) o trabalho já é bem diferente e resume-se especialmente à concepção de equipamentos que venham a solucionar a falta de espaço interno. Seja num carro ou num caminhão sempre teremos espaços pequenos tendo de ao menos, aparentar ser grande ou maior do que é de fato. Com isso, a ergonomia é uma constante neste tipo de projeto.

Podem questionar o porque de eu ter colocado os caminhões neste meio: já ha bastante tempo as montadoras vem pensando no conforto e bem estar dos caminhoneiros. Lembrem-se sempre que a maioria deles dormem dentro das cabines, cozinham do lado de fora enfim, vivem um vida dentro e junto de seu caminhão.

Nos ônibus o trabalho não é diferente e também importante. Lembre-se sempre que existem grupos que fazem longas viagens de ônibus por ser mais barato que de avião. Também existem aqueles ônibus de grupos musicais, teatro e outros que sempre sofrem alterações internas de modo a tornar os ambientes mais agradáveis e compatíveis com as necessidades dos usários. Não posso deixar de citar também o trabalho junto aos motorhome (aquelas “casas ambulantes”) e trailers.

Também os ônibus urbanos e metropolitanos merecem atenção. No entanto vemos pouquíssimas alterações dentro ds mesmos. O básico e comum a todos seria uma visão como esta:

São pontos a se pensar: como podemos trabalhar para melhorar este tipo de transporte com o nosso trabalho?

Ainda na área terrestre temos os interiores automotivos. Os carros estão sofrendo alterações constantes sempre na intenção de melhorar o conforto, a segurança e praticidade para o usuário. Muitas destas alterações são feitas pelos fabricantes porém a maioria está vindo do pessoal que trabalha com tunning. Pra quem ainda não sabe, tunning é aquele trabalho de personalização dos carros tanto externa quanto interna.  O programa Lata Velha do Caldeirão do Huck é um bom exemplo deste trabalho. É o tipo de projeto que vai exigir muito conhecimento técnico do designer seja em equipamentos, em materiais, em estilo e conceito.

Indo para os trilhos temos: trens e metrôs. Infelizmente aqui no Brasil, não sei se por corporativismos, poucas são as cidades que ainda contam com transporte através de trens seja municipal ou intermunicipal. Lembro-me saudoso de minha infância quando cruzava as paisagens embalado pelo suave balanço dos trilhos. Nos trens temos de pensar que o usuário – à excessão dos trens bala – permanecerá um tempo considerável no transporte. Por isso é comum vermos vagões específicos: vagão restaurante, vagão bar, vagão dormitório, enfim… Já nos trens bala,  temos uma situação parecida com a dos aviões: espaço relativamente pequeno. Mas também pensemos que estas viagens são muito rápidas então, podemos ser menos rudes no trato com espaços. Mas também não podemos nos esquecer de pensar nos que trabalham ali assim como nos avões: pilotos, pessoal de bordo.

Já nos metrôs encontramos uma situação semelhante à dos ônibus urbanos e metropolitanos: grande quantidade de usuários. Portanto devemos pensar sempre na comodidade e conforto destes. Por isso não podemos deixar de observar questões de ergonomia, acessibilidade e também segurança.

Bom, se formos analisar bem, mercado de trabalho nesta área é o que não falta.

Esta é uma área que é deixada de lado na maioria dos cursos de Design de Interiores talvez por desconhecimentos dos próprios alunos, talvez por desconhecimento das próprias IES e talvez porque a maioria dos professores destes cursos vem da área de arquitetura e não do Design. Porém, pelo nome do curso sendo Design de Interiores, todos podem sim exigir que sejam repassadas informações e conteúdos sobre esta área em seus cursos.

Também vale a pena repensar as Matrizes Curriculares dos cursos existente no sentido de acrescentar ou trabalhar de forma mais aprofundada este segmento dentro dos mesmos.

Saudações luminosas a todos!!!

 

65 comentários sobre “Design de Interiores: transportes

  1. Oi!
    Sou formada no curso Tecnico de Design de interiores na IBDI e sou comissaria de bordo internacional ha 13 anos, e gostaria muito de trabalhar com interiores de aeronaves. Me pergunto pq um designer colocaria um lindo carpete bege em uma passarela de um aviao de cia aerea ? Ou mais pq colocaria esse mesmo carpete na frente de um toilet de aviao, que muitas vezes entope e transborda??? (Area umida) nao combina com carpete. Eh uma pena que meu curso seja tecnico e com isso minhas chances de entrar nesse mercado sejam minimas, mas minha experiencia de voo ajudaria muito.
    Parabens pelo seu blog

    • Mayara,
      você tem de procurar as empresas que trabalham com lanchas, iates, veleiros e similares.
      Eu particularmente não conheço empresas desse nicho pois não trabalhei nessa área, apenas faço pesquisas de como inserir positivamente a nossa profissão nessa área.
      abraços e sucesso!
      ;-))

  2. Olá Paulo!
    Sou estudante de Design de Interiores e fiquei apaixonada por interiores náuticos pesquisando pela internet. Infelizmente, o curso não nos mostra o vasto caminho que podemos percorrer além de projetos em edificações. Estou em período de monografia e enfrentando uma grande dúvida quanto ao tema do TCC. Pensei em colocar minha “paixão virtual” em prática, porém achei seu post e como fazer um interior náutico no momento para mim se encontra indisponivel, pensei em por que não fazer interior de um trem? Mas, esta vontade de por em prática o “algo diferente” veio pelo questionamento de uma professora ao me perguntar: – O que seu projeto teria para oferecer de novidade? Fiquei com isso na cabeça e estou pesquisando o que posso, mas agradeceria se você pudesse me ajudar, qualquer material para me dar um norte é de grande valor. Estou um pouco perdida, não vou negar. Pois acredito que se o meu não for o primeiro, será um dos da instituição voltada para este assunto.Obrigada e Parabéns pelo blog. Agora ficarei de olho sempre que puder.
    Ah, meu email aline_souza1202@hotmail.com
    Obrigada mais uma vez.

    • Olá Aline,
      bom, se você vasculhar meu blog encontrará temas e assuntos variados que poderão ter dar um norte para o seu TCC.
      Importante salientar que você pode também direcionar o seu trabalho para algo relevante socialmente aí na sua cidade, seu bairro, sua região. Como aplicar os conhecimentos que você adquiriu durante o curso em algo.
      Não se preocupe com a “novidade” e sim com a QUALIDADE de seu trabalho. A novidade amanhã já é obsoleta, a qualidade permanece.
      abraços e sucesso!!!

    • Olá Ruth,
      para escrever sobre isso, primeiramente você terá de buscar as informações técnicas (normas) que um projeto deste gênero envolve. Depois parta para a estética.
      Aqui em meu blog tem alguns posts na categoria transportes (de outros meios) que podem auxilia-la também em algumas coisas.
      Sucesso ;-)

    • Olá Ruanna,
      olha só que maravilha de TCC!!!
      Sempre defendi que é um crime aprisionar o conhecimento de um Designer entre quatro paredes apenas porque o nome do curso é Design de Interiores.
      Parabéns à coordenação por permitir e ter olhos para isso!!!
      Bom, sobre a fixação dos móveis, creio que sejam feitas da mesma forma que os bancos e outros acessorios dos ônibus.
      Uma boa idéia é você ir à alguma garagem de empresa de transporte, na oficina, e conversar com os mecânicos e o pessoal da manutenção. Dali você poderá obter excelentes dicas e informações sobre o processo de montagem.
      Vou ficar de olho, se encontrar alguma coisa te passo ok?
      Ah, gostaria muito de ver esse trabalho depois de finalizado e, se possível, publica-lo aqui no blog ok???
      sucesso!!!

  3. Gostaria de parabeniza-lo pelo blog, muito interessante mesmo. Gostaria que voce sugerisse lugares onde eu possa fazer curso especifico de designer de interiores de meio de transportes, pois ja fiz curso tecnico de designer de interiores e ninguem passa orientaçao, materia ou se quer sabem ondem lecionam este tipo de curso.
    Se voce puder me ajudar, agradeço.

    • Juliana,
      eu ainda não vi nenhum curso específico em interiores automotivos aqui no Brasil.
      Acredito que a saída seja vocêprocurar alguma especialização em design automotivo e focar seus estudos em interiores. Mas para isso você deverá conversar com a coordenação do curso para verificar a possibilidade disso.
      Grato pelos elogios e volte sempre que quiser ok?
      abs e sucesso.

  4. clayton ribeiro :olá ! sou estudante de design de interiores da belas artes sp. andei lendo alguns depoimentos e percebi que muitos se interessam por especialização em design de embarcações e não sabem onde procurar esses cursos. no centro universitario belas artes de sp é oferecido o curso de pós graduação em “design de interiores nautico esportivo. não é uma forma de propaganda não, rsrs…mas acho que se interessar a alguem, pode ser uma ajuda. mais informações no site http://www.belasartes.br.
    uma abraço a todos

  5. olá ! sou estudante de design de interiores da belas artes sp. andei lendo alguns depoimentos e percebi que muitos se interessam por especialização em design de embarcações e não sabem onde procurar esses cursos. no centro universitario belas artes de sp é oferecido o urso de pós graduação em “design de interiores nautico esportivo. não é uma forma de propaganda não, rsrs…mas acho que se interessar a alguem, pode ser uma ajuda. mais informações no site http://www.belasartes.br.

    uma braço a todos

    • Luis,
      complicadinha essa sua pergunta ainda mais por não saber onde você está.
      Na minha cidade há um preconceito velado sobre várias coisas: as pessoas não admitem abertamente mas são preconceituosas sobre várias coisas e muitas delas também sobre pessoas que usam dreads.
      Apesar da area ser “glamourosa”, ter um forte veio vanguardista, os clientes não o são, ao menos tanto assim…
      No entanto, através de seu profissionalismo pode sim conseguir respeito usando ou não dreads, sendo 100% tatuado, tendo zilhoes de piercings, sendo fashionista ou seja lá o que for.
      O que vai importar é a sua postura como profissional e como pessoa.
      abs e sucesso!!!

  6. Ei,seu blog sobre design é muito legal!
    estou preparando meu tcc em Design de inteirores em habitações populares a partir de recursos sustentaveis , pois concordo com vc quando diz que a profissão não é só glamour,pode me mandar dicas de livros, minha visão de projeto é alimentar a forma educativa e simples que o design pode ter com baixo custo.
    Gosto muito de Ezio Manzini ele é top no assunto, mais queria ler outros…

    • Evana,
      deve ter percebido que a produção acadêmica (ou não) de livros e artigos nessa nossa área é ridícula aqui no Brasil não é mesmo?
      Esta é uma de minhas lutas para melhorar a qualidade dos cursos de design de interiores: fazer o aluno escrever também, colocar suas idéias no papel.
      Vou verificar se encontro algo novo na área, Se encontrar posto aqui ok?
      abs e sucesso

  7. OI Paulo

    Me chamo Gesilaine , tenho uma empresa de casas de madeiras e estou com novos produtos a serem lançados nos meados do primeiro semestre do ano que vem (2010)
    Tem um trecho em seu Blog que diz o seguinte:

    No começo do ano quando estive no litoral de São Paulo conheci uma designer que trabalha exclusivamente com interiores de embarcações. Ela começou a me falar sobre o trabalho e garanto: é encantador ao mesmo tempo que é um desafio dos grandes

    Seria possivel vc me passar o contato dela?? rsrsr desculpe me mas estou atras de alguem que queira e acredita nesse nicho de mercado

    Bjos

    Gesilaine

  8. Olás!!!!!
    Sou estudante do Curso de Arquitetura e Urbanismo e estou desenvolvendo meu trabalho de concluão de curso sobre design de interior do carro de passageiro da linha férra Vitória Minas e realmente é muito difícil encontrar materiais sobre o assunto!
    Adorei a matéria e se alguém quizer me enviar material a respeito do assunto ficarei grata!!!!!
    puluana@gmail.com

    Valeu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Raquel Mara

  9. Sou estudante de Design de Equipamento na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e venho dar-lhe os parabéns por este artigo! está verdadeiramente claro e é extremamente útil!

    Ao pesquisar por interiores de transportes, no âmbito de um trabalho, foi sem dúvida o seu artigo que me ajudou!ao pesquisar por imagens, as melhores eram direccionadas para este artigo!simplesmente espetacular!

    o meu muito obrigado,
    Cumprimentos,
    Catarina

  10. Olá, me chamo Mariana, fiz Design de interiores na Federal de Uberlandia, uma ótima universidade e fica como dica para quer quer seguir por este caminho.

    Achei ótimas as informações aqui descritas, portanto , parabéns!

    Fiz o projeto de um Navio para meu TCC e gostaria pela pouca informação já evidenciada anteriormente, deixar a disposição de vocês minha monografia….

    Só não sei como fazer….

    Entrem em contato, adorarei ajudar!

  11. Ola,

    Voce está de parabéns, ótimo artigo!
    Sou arquiteta e apaixonada por design de interior, especialmente interior de embarcacoes. Já fiz uma pesquisa, mas até agora não encontrei nenhum curso de especialização no ramo de design de transportes. Você tem conhecimento de algum no Rio? Ou até mesmo no exterior..?
    Grata,
    Tassia

  12. Olá Vanessa,
    esta área é complicada para entrar pois é um mercado bem fechado. Existem hoje empresas especializadas em montagem de feiras/estandes. Caso você tenha alguém conhecido dentro destas já é um caminho aberto.
    O que você pode fazer também é entrar em contato direto com os expositores. Apresente-se, faça um portfolio de projetos – mesmo que em 3D apenas – e apresente para eles. Quem sabe alguns se interessem por teu trabalho e você consiga entrar neste mercado ok?
    Abs.

  13. Olá! Adorei sua matéria, sou designer formada pelo CEPDAP, estou atuando com consultorias em lojas, mas gostaria de dicas de como entrar em uma área que me interessa pela versatilidade e dinamismo que são as FEIRAS, já busquei contato mas não sei bem por onde começar…. Vc poderia me dar algumas dicas?
    Obridada, Vanessa.

  14. Olá Claudia,
    realmente ainda há uma certa resistência – salvo nos grandes centros – com relação aos cursos de Design de Interiores. Isso se deve a dois fatores:
    1 – desconhecimento dos clientes sobre a profissão, formação do profissional, etc.
    2 – lobby de outros profissionais que atuam na área sem ter formação.
    Os cursos do Senac são sempre muito bons. Creio que te dará sim uma boa base. Se bem que pelo que andei observando, o Senac não oferece mais o curso superior e sim somente o técnico (nivel médio).
    O ideal é sempre buscar a qualificação mais alta disponivel.
    Pra trabalhar com Design não precisa de arquitetura não. Pode ficar tranquila quanto a isso.
    abs e sucesso!

  15. Ola,

    Sou Artista Plastica mas sou apaixonada por decoracao de interiores.
    Me inscrevi no curso de dsign de interiores no Senac. Notei uma certa indiferenca com relacao a esses cursos. Acha que por ser no Senac nao serei uma boa profissional? Para estudar dsign preciso fazer faculdade de arquitetura? Um grande abraco,

    Claudia De Castro

  16. Taís,
    realmente é complicado encontrar material de referência sobre Design aqui no Brasil. A produção científica ainda engatinha infelizmente. As melhores fontes são os blogs, na barra lateral direita tem uma listinha com alguns que gosto bastante.
    Como em toda carreira, existem suas delicias mas também as suas amarguras. Não venha para o Design seduzida pelo “status” ou “glamour” que ela tem apenas, venha também, e principalmente, por gostar da área, pois nem só de flashes é feita a vida de um Designer ok?
    O mercado está aí pra quem quer e sabe trabalhar. É uma seleçao natural como em qualquer outra área.
    Boa sorte nos vestibas que ainda estão por vir.

  17. Olá.. estive pesquisando aqui na net algo sobre design de interiores e achei o seu blog. muito legal por sinal. E não sabia dessa de transportes. Ainda estou no 1° ano, + ando pensando muitoo na minha carreira no futuro, e me foquei no design, adoro coisas de decoração, portanto não sei muito sobre essa área. Tento procurar + quase não acho.
    Gostaria de saber sobre a carreira, se tem sucesso, opções de trabalho.. coisas de todo tipo. srs
    Obrigado! E Parabéns pelo blog e por sua carreira que tanto admiro!

  18. Oi!!!
    Mexendo na internet, achei seu blog e fiquei surpresa.
    É bem difícil achar pessoas que realmente dão valor a esse tipo de trabalho.
    Formei-me em Design de Interiores em 2006 e na minha conclusão de curso, queria fazer algum diferente, escolhi “veículos especiais, uma visão inovadora para design de interiores”. A carência em matéria escrita foi tamanha, que tive que partir para pesquisa de campo.
    E foi TUDO de bom!!! Apaixonei-me mais ainda.
    Conclusão: Hoje fui contratada por uma empresa no ramo de veículos especiais e faço ambulâncias, consultórios diversos, escritórios, motor home, vagões lanchonetes…
    E posso dizer que me achei! Era isso que queria.
    Mas um alerta: É um campo muito restrito e pouco valorizado. Mas aos poucos chegamos lá.
    Um abraço
    Ingrid Schwartz

  19. Ola visitei o seu blog e achei o máximo parabens pelo seu trabalho. Sou designer e trabalho com interiores de transporte mais especificamente com interiores de jatos executivos, desenvolvo produtos de iluminaçãoe ambientação para os jatos da Embraer e outras companias , e realmente é uma área que poucos exploram. Abraços

  20. Pingback: Design.com.br » Design de Interiores: transportes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s