Casa Conceito 2011 – Galeria Amigo Fiel

Um dos ambientes feitos por mim, a Adriana e o Fernando na Casa Conceito deste ano é a Galeria Amigo Fiel.

Uma idéia muito legal da fotógrafa Ana Paula Rosa que convidou algumas pessoas da alta sociedade londrinense para fotografar com seus amigos mais que fiéis: seus cachorros.

Mais que uma galeria de imagens, a beleza das fotos e as historias de amizade por tras de cada foto mandam muito bem o recado: eles são nossos melhores amigos e merecem todo cuidado, carinho e, acima de tudo, respeito.

E não digo apenas os nossos xodós cachorros, mas sim todos os animais. Serve como um alerta à sociedade.

Bom, falando sobre o projeto:

A Ana Paula queria um espaço bastante limpo e que lembrasse uma galeria sem sê-la literalmente. Também precisava de espaço para receber os convidados e ao mesmo tempo que a observação das fotos fosse tranquila.

Como qualquer imagem, as fotos necessitam ser observadas a certa distância o que nos levou a colocar apenas um puff e um aparador como itens de mobiliário no espaço.

Temos também o último lance de escada que faz parte do ambiente. Seria óbvio demais colocar um mega pendente de cristais ou similar bem no meio do vão além de prejudicar o projeto de iluminação. Então optamos por este pendente cúpula com florescentes compactas dentro e na base, 3 spots LED que estão lavando a escada toda até o térreo com uma luz excelente. Ah, e ele não está no centro do vão e sim mais próximo do guarda corpo. O inesperado sempre acontece e o efeito geralmente surpreende.

Como o espaço está localizado no último pavimento da edificação, temos a laje inclinada do telhado além de uma inclinação numa das paredes por causa da janela. Resolver isso nos tomou muito tempo: colocar ou não gesso? Pendurar algo para esconder a diferença de pé-direito?

Bom, foram muitas as opções e direcionamentos, porém resolvemos tirar proveito da estrutura do ambiente e suas inclinações através de luz, claro. Ou seja, meio que voltamos ao início quando pensamos em manter a inclinação e trabalhar com pendentes, etc. Porém, optamos por spots e arandelas.

Na parte da iluminação, foi fundamental a parceria com a Via Light (loja Londrina) que, através da gerente Jamile, nos forneceu as luminárias que são ótimas tanto em beleza quanto em qualidade de luz.

O piso também é um show à parte: um vinílico, lançamento da J. Serrano, que é simplesmente maravilhoso.

A tela ao fundo é minha. Por hora fica esta imagem dela com a luz apagada pois a chave da sala onde ela está ligada estava passeando pela mostra e só depois das fotos consegui pega-la.

Seguem as imagens.

Apesar de nas fotos parecer que a iluminação está ofuscando, na real isso não acontece. Deve ser alguma coisa no obturador de minha máquina (que eu ainda não aprendi a mexer direito) que acaba dando esta explosão de luz.

Depois faço um post específico apresentando cada produto utilizado no ambiente.

Lembro que a Casa Conceito 2011 está aberta diariamente nos seguintes horários:
Segunda à sexta das 16:00hs às 22:00hs
Sábados, domingos e feriados das 14:00hs às 21:00hs.
Aqui em Londrina-PR na Avenida Adhemar Pereira de Barros, 555 – à beira do Lago Igapó I.

Está bem fácil encontrar pois o nosso projeto do muro e calçada está um escândalo e chama a atenção de qualquer um que passe pelo local tanto de dia quanto à noite. Depois posto sobre o muro ok?

P.S.> o extintor e a luminária de emergência não fazem parte do projeto. Foram exigências do Corpo de Bombeiros tanto a localização quanto os modelos lindos… #AFF

Revistas de decoração – fotos e imagens podem realmente ajudá-lo a definir suas preferências e estilo?

Talvez você já tenha pensado sobre um determinado estilo para a reforma de algum dos ambientes de sua casa. Pode ser também que isso só ocorreu durante a visita à uma loja de móveis onde talvez você pôde obter algumas idéias ou ainda, folheando várias revistas de decoração*.

Então você entra na loja e encontra várias revistas que apelam para as suas – da loja – preferências de decoração (especialmente aquilo que está disponível em seu catálogo). À medida que percorre rapidamente as páginas, você começa a tirar mais idéias das fotos de ambientes e mobiliários de vários estilos distintos.

A obtenção de idéias para decoração em revistas é uma forma divertida de se obter o direcionamento que você precisa antes de consultar um Designer de Interiores/Ambientes, ou mesmo enfrentar uma reforma sozinho(a) – DIY – o que não recomendo a ninguém.

Se você quer reformar a sua casa ou apartamento inteiros ou apenas alguns dos cômodos com certeza não há de ser numa revista que vai encontrar o seu estilo de decoração. Revistas falam muito sobre tendências – que já escrevi sobre aqui – que são passageiras, são moda e não refletem a sua personalidade. Depois de pronto você acabará com ambientes despersonalizados e que não representam o seu eu e tampouco atendem realmente às suas necessidades.

Muitas pessoas sonham com a criação de um novo estilo para a sua casa, apartamento ou espaço de trabalho, mas elas se sentem desconfortáveis diante de tantas opções, e não sabem realmente qual estilo seguir ou como combinar as cores que preferem. Então passam anos visitando showrooms, lojas de móveis, e conversando com amigos sobre o que eles pretendem fazer um dia. Infelizmente, mesmo se elas têm um orçamento apertado ou até tomar as medidas efetivas, os planos para reformar um quarto ou outros ambientes dificilmente vai acontecer.

Em vez de procrastinar ou ficar adiando a decisão de reformar o seu espaço de vida ou de trabalho, talvez você possa encontrar consolo e ajuda quando se identificar com um estilo de sala ou a cor que você viu em uma revista de decoração. Sim, para você cliente que está pensando em reformar ou simplesmente dar um ar novo ao seu espaço elas são muito úteis. Vá coletando estas imagens e guardando-as numa pasta, como idéias. Então, quando você estiver pronto financeiramente para começar a colocar em prática seus planos, ele vai acontecer mais rápido desde que você já tenha feito a pesquisa e saiba exatamente o que você quer, se conheça um pouco mais.

Durante a conversa com o profissional de Design de Interiores contratado ficará mais fácil a conversa se você explicar os seus desejos através destas imagens coletadas. Mesmo que você goste de apenas um vaso na imagem de uma ampla sala, uma textura em outra imagem, uma cadeira ou mesa em outra. Através destes recortes de imagens o profissional já conseguirá traçar mais precisamente o seu perfil, o seu estilo e os seus sonhos.

O benefício de comprar revistas de decoração e arquitetura é que elas são uma fonte barata de inspiração e devido à variedade de estilos,  qualquer um pode encontrar uma idéia ou duas que irão minimizar as lutas anteriores – e interiores – para a reforma.

Mas não se esqueça, encarar uma reforma sozinho(a) – DIY – pode lhe trazer grandes frustrações e prejuízos financeiros e materiais.

Divirta-se, solte-se e viaje na seleção do que você mais gosta nas imagens das revistas, mas deixe a composição final nas mãos de um profissional.

Opte sempre pela contratação de um profissional devidamente habilitado em Design de Interiores. É a segurança de ter ambientes completamente projetados para atender às suas necessidades, ao seu gosto, estilo e bem estar.

* Aqui no Brasil ainda não existe uma revista especializada em Design de Interiores/Ambientes, infelizmente.

My Reader 6/11/2010

Bom, vou começar uma série de posts nesse estilo para compartilhar com vocês um pouco sobre o que ando lendo pela web, aqui em meu reader.

Vamos lá então?

1 – No Arch Daily, dois posts me chamaram a atenção hoje:

primeiro o TED Prize-winner JR com suas impressionantes instalações fotográficas levando beleza e, em muitos casos, humor para as ruas das cidades seja em muros, fachadas, áreas degradadas ou qualquer outro ponto. Belíssimo trabalho, merecedor do prêmio.

Depois o Tourist Stop Hardanger Fjord do Huus Og Heim Architecture. Um belíssimo exemplo de projeto para o que chamamos por aqui de Ponto de Apoio Turístico. Mas infelizmente, assim como o nome feio que recebe por aqui no Brasil, os projetos são geralmente ridículos de feios. Quem sabe um dia cheguaremos a esse nivel de projeto.

2 – Do excelente blog de minha amiga Marcia Nassrallah, um excelente post sobre casa acessível. Um post muito bem elaborado sobre como devemos pensar os projetos que realizamos. Não somente visando o hoje mas também pensando e prevendo questões futuras que poderão tornar os ambientes inviáveis. São as casas para uma vida inteira, alguns cuidados que devem ser considerados na hora de projetar.

3 – No Kuriositas um post com mais uma bela apresentação em vídeo sobre mapeamento arquitetural, trabalho de Lighting Design e Arte digital: The LightLine of Gotham.

4 – No deliciosamente machista Papo de Homem, uma cobertura excelente sobre o Salão do Automóvel, em especial um post para aqueles que assim como eu, adoram os carrões.

5 – Do sempre excelente e muito crítico Urbanismo: ainda mais negligências, um post fora do contexto do blog falando sobre as problemáticas RTs. De forma simples e curta a Mary conseguiu levantar alguns pontos fundamentais e suas consequências possíveis. O que fazer?

#pausa… sinceramente não sei pq continuo seguindo alguns blogs…. #pensandoalto

5 – Já no Born Rich – que sepois que eu li o livro A Linguagem das Coisas, passei a vê-lo como um desserviço ao Design pela futilidade de muitas coisas ali – continuo acompanhando pelos excelentes projetos de interiores de embarcações e aviões, como este aqui, realizado pela empresa International Jet Interiors de New York.

6 – No sempre excelente Brainstorm9, confesso que ri muito com esse vídeo sobre o Serra e a Dilma pós-eleições.

7 – Do ChairBlog, uma verdadeira biblioteca sobre este móvel, um post apresentando o trabalho incrível do Sebastian Brajkovic. São peças muito inusitadas que brincam com a sensação motion gerando cadeiras e poltronas muito interessantes. A impressão é de uma foto tirada movimentando o objeto, ou esticando-o, deformando-o. Não sei se são confortáveis, ergonômicas ou seguras, mas que são lindas são!

8 –  Já o Contemporist, apresenta um grupo que trabalha com paisagens urbanas: o Urban Landscape Group. Vale a pena a visita ao site deles pois tem uns projetos incríveis para áreas públicas e algumas intervenções e/ou soluções bastante interessantes como a apresentada no post para iluminação de uma via pública.

Por hoje está bom né pessoal?

Depois volto com mais news e infos pra vocês sobre o que ta rolando pelo meu reader.

Abs e um excelente final de semana!